Recent Posts

Tradutor

Arquivo

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

0 comentários

O Fator Eu

Angustiei-me pelo sorrir
O vazio preencheu-se pela solidão
Dedilhei-me em versos confusos
Aguardei e pensei...seria eu?

Aponto questões falhas
Ocultas pelas obsoletas
Visões alienadas de pessoas carentes
Carregando comigo o fator incomum

Aguardar...o quê?
Se sou uma ilha de decepções
Cujo navegadores vêem além da minha visão
A escrita "HELP" é um caminho para um nova direção

O fator eu causa certa descrição
Entre o seguir a verdadeira opção
Ou caminhar moldado pelo exército
Da era que domina continuamente uma nação

Há um mar de transformações
Mas a minha velha jangada
Furada e colada pelas lágrimas de um mero sonhador
Segue lentamente o vasto mundo azul...


Escrito por: Saymon Viegas! :^)





( ) Read more

sábado, 10 de fevereiro de 2018

0 comentários

Discreta

Como um turbilhão de pensamentos
Podem ser formados pela sua beleza
E a ânsia do fazer bem ao próximo
Se materializa em seu sorriso?

Poderia buscar nos livros de história
Rabiscar nos quadros da vida
Criar uma linha do tempo com um pouco que sei
Mas nada contaria o que vejo do seu ser

Há uma trilha que nos induz dizer
Que a "batida perfeita" está longe do nosso alcançe
Também como chegar até ele com nossos passos humanos?
Pelo impulso de 1 metro e tantos não seriamos capazes de chegar até la...

Entretanto como uma boa aprendiz
Carrega em sua bagagem momentos 
Traduz as suas experiências em situações cômicas
Fazendo os seus felizes servindo de amparo em alguns momentos

Existe um Everest a ser escalado
Cercado com a muralha da China
Porém assim como uma bela flor que se protege com seus espinhos
Existe em ti a vontade de ser Feliz

Um alpinista, engenheiro ou floricultor que seja
Para tirar um 10 em seu quesito
Requer muito além de versos bonitos
Bem..espero que meus "9,5" arranque ao menos seu sorriso.


Escrito por: Saymon Viegas! :^)





( ) Read more

sábado, 13 de janeiro de 2018

0 comentários

Conte-me

Olá você
Me conte como é ter um amigo
No qual possa ser transparente consigo
Para que não invente histórias para seu livro

Fale-me como é olhar e no mesmo instante entender
Passar noites em claro falando sobre tudo e todos
Pedir aos parentes que fique em sua casa
Viaje contigo e fortaleça esse destino

Como é em seus momentos de tristeza e dor
Ter alguém que lute por você
Que o faça ver o quanto é precioso para ele
Capaz de sofrer e chorar brigar por algo perdido

Mostre-me em desenhos ou em palavras
A sensação de ter um sorriso sincero
Palavras fortes que soam como incetivo
Abraço e afeto de um ser querido

Ei você
Alegre-se por ter esse amigo
Enquanto a mim resta
Recolher as migalhas dos desconhecidos.


Escrito por: Saymon Viegas :^)

( ) Read more

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

0 comentários

Mistério

A formação das nuvens do céu 
Podem indicar um caminho
Das quais criamos objetos e imagens
Perdendo a maldade humana e permitindo ser crianças

Ao movimentar os lábios
Que travamos pelas teclas
Do deslizar das mensagens enviadas 
Vemos que a porta fechada se tornou uma janela aberta

Um mistério contido na troca de olhar
Aquele sorriso do canto de boca
O estender de mãos
Mas aguarde não temos sinal aqui

Existe uma barreira chamada medo
Batemos a porta tentamos abrir a janela 
Espere, há um letreiro acima
"Não permitimos estranhos, vá embora"

Eis que a flor desabrochou
Fez-se cinza o céu azul
Caís-te além dos pingos carregados de lágrimas
Versos de quem havia criado uma nova chama em seu coração

" Permiti ir além das barreiras
Quebrei regras e não coloquei ponto final
Abri parênteses para que nesse nosso encontro
Pudêssemos viver uma vida de reticências..."


Escrito por: Saymon Viegas :^)



( ) Read more

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

0 comentários

Borboletas

Conhecemos a expressão "borboletas no estômago"
Que perpetua em nosso meio através de realizações
Surpresas ou momentos que nos leve a decisões nas quais
Tornarão os nossos dias um conto de fadas

Mas o processo até essa transformação
Leva um caminho cuja espera se faz presente
O semear dessa semente passa por percalços
Enfrente a seca, as fortes chuvas os ventos impetuosos

Para finalmente ao firmar as suas primeiras raízes
Poder iniciar o seu desenvolvimento 
Há os primeiros ramos que preparam o caminho
Notam que será uma contante batalha manter-se ali

Vieram algumas mãos e retiraram os galhos bons
Cercaram e impediram que o brilho do sol
Toca-se e fizesse aquela pequena semente
Fortalecer e ganhar o vigor para desenvolver

Em alguns momentos, sufocadas pelas outras folhas
Nas quais diziam-lhe que não havia motivos para seguir
"Desista, você jamaias alcançará a plenitude" diziam elas
Entretanto, silenciosamente estava se fortalecendo

Até um amanhecer vislumbrar
A beleza do ser no qual tornou
E sem perceber viu-se ali
Solitário mas feliz pelo progresso lento que passou

Agora queria saber o que haveria de fazer
Observará o horizonte de possibilidades
Mas em um momento risonho
Percebeste uma companhia incomum

Acomodou-se em seu ser
Enrolou em uma camada e ali ficou
Sem entender o que havia ocorrido
Deixou-a como uma hospede de luxo

Acometeram-se tentativas de usurpá-la
Sacudiam as estruturas para derribar
Porém firme ficastes em um ser
Ferido mais persistente de raízes profundas

Abristes os olhos na aurora 
E sozinho novamente encontravas
Procurava sem respostas o que havia ocorrido
Quando em seu ombro posará alguém bonito

Denominava-se Borboleta
Que precisou de um local seguro e aconchegante
Para após curar-se e suprisse as suas fraquezas
Voltar a Viver Novamente

Enquanto a mim
Vejo que sobrou 
A carcaça de alguém que veio fraca e se libertou
Deixando apenas "borboletas circulando em meu interior..."


Escrito por: Saymon Viegas :^)


 
( ) Read more
Best viewed on firefox 5+
Copyright © Design by Dadang Herdiana